Últimos assuntos

Crente pode usar tatuagem?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Crente pode usar tatuagem?

Mensagem  Admin em Dom 21 Out - 1:55






Em nossos dias há um grupo de evangélicos que não têm a Bíblia de fato como lâmpada para os seus pés e luz para o seu caminho (Sl 119.105). Alguns dizem ter a marca da promessa; outros afirmam que crente que tem promessa não morre; e outros gostam da caixinha de promessas. Enfim, vivem em função das promessas! Não descobriram que a Bíblia não é apenas um Livro de promessas; ignoram os seus mandamentos e princípios.

A bem da verdade, alguns grupos ditos evangélicos até dizem seguir aos mandamentos da Palavra de Deus. Mas ignoram por completo os princípios bíblicos. E estes são fundamentais para responder a perguntas difíceis como esta. Aliás, muitos jovens já me perguntaram se o crente pode usar tatuagem. E eu lhes repondi: “Pode!” Mas, antes que falassem mais alguma coisa, acrescentei: “O crente deve fazer tatuagem?”

É claro que não encontramos na Bíblia um mandamento do tipo “Não farás tatuagem”. É é isso que os crentes liberalistas abraçam. “Já que não há mandamento contrário à tatuagem, então podemos tatuar livremente o nosso corpo”, afirmam. Que engano! Eles ignoram por completo o fato de que a Palavra de Deus contém princípios, pelos quais o Senhor controla todo o nosso viver. E os princípios, diferentemente dos mandamentos, são gerais. Não há especificidades neles, mas por meio deles sabemos se a tatuagem, por exemplo, combina ou não com a vida cristã.

Há muitos princípios na Palavra de Deus. O livro de Provérbios apresenta vários. E em cada livro da Bíblia eles estão entremeados a mandamentos e promessas (e às vezes embutidos neles). Somente um crente desejoso de andar segundo a Bíblia se dá ao trabalho de encontrá-los e passar a segui-los no dia-a-dia. Quer exemplos? Leia Lucas 9.23; Romanos 12.1,2; 1 João 2.15-17; 1 Coríntios 6.12; 10.23,31; Filipenses 4.8; 1 Tessalonicenses 5.22; e Hebreus12.1.

Em que os princípios contidos nas passagens acima se relacionam com a pergunta em apreço? Primeiro, ser cristão implica renúncia ao “eu”, à própria vontade. Quem segue a Cristo deve ou não abandonar efemeridades como tatuagem, piercing, etc.? Segundo, vida cristã implica não amar o mundo nem o que nele há, tampouco conformar-se com a sua filosofia. E “mundo” aqui denota “o modo de viver das pessoas ímpias” ou “o sistema dominado por Satanás”.

Terceiro, temos livre-arbítrio, pois todas as coisas nos são lícitas, mas nem todas nos convêm ou edificam. Nesse caso, eu posso, mas não devo fazer tatuagem.

Quarto, tudo o que fazemos deve glorificar a Deus. Como pretendo fazer isso tatuando o meu corpo? Qual é a fama da tatuagem? Confronte-a com o princípio contido em Filipenses 4.8, de que devemos atentar para o que é de boa fama. Diante dos princípios da Palavra de Deus já mencionados, não há dúvida de que a tatuagem não combina com a vida cristã, ainda que não haja um mandamento expresso condenando-a.

Quinto, é impossível glorificar a Deus por meio de tatuagens, pois não devemos apenas evitar o pecado. O princípio contido em 1 Tessalonicenses 5.22 mostra que devemos evitar também a aparência do mal. E existem pecados e embaraços, como vemos em Hebreus 12.1.

Não há mandamentos sobre pecados novos. O Tentador é criativo. Já pensou se a Bíblia tivesse mandamentos expressos para todos os tipos de pecados? A Bíblia seria muito maior. Daí Paulo valer-se, em Gálatas 5.21, da expre ssão “e coisas semelhantes a estas”. Mas não há dúvida, à luz dos princípios da Palavra de Deus, que o Senhor não se agrada de pecados como fazer tatuagem. Lembre-se, o nosso corpo é um templo do Espirito Santo.

Pr Ciro Sanches Zibordi - Niteroi RJ

Admin
Admin

Mensagens: 94
Pontos: 180
Reputação: 0
Data de inscrição: 15/09/2011

Ver perfil do usuário http://papoquente.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum