Paises convertidos por motivos de interesse politico e financeiro e não por motivos espirituais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Paises convertidos por motivos de interesse politico e financeiro e não por motivos espirituais

Mensagem  Karla Cristina em Qua 8 Maio - 18:10

:

:seta: INGLATERRA: foi "convertida" na marra porque o rei Henrique VIII queria se divorciar de Ana Bolena. Como a Igreja não consentiu, ele fundou a "sua" igreja obrigando o parlamento a aprovar o "ato de supremacia do rei sobre os assuntos religiosos". Padres e bispos foram presos e decapitados, igrejas e mosteiros arrasados, católicos aos milhares foram mortos. Qualquer aproveitador era alçado ao posto de bispo ou pastor.


:seta: ESCÓCIA: O poder civil aboliu por lei o catolicismo e obrigou todos a aderir à igreja "calvinista presbiteriana". Os padres permaneceram, mas tinham de escolher outra profissão.


:seta: DINAMARCA: O protestantismo foi introduzido por obra e graça de Cristiano II, por motivos totalmente financeiro, ele expulsou religiosos e proclamou-se chefe absoluto da Igreja Evangélica Dinamarquesa. Confiscou bens da igreja católica, e em 1569 publicou os 25 artigos que todos os cidadãos e estrangeiros eram obrigados a assinar aderindo à doutrina luterana.


:seta: SUÉCIA: Gustavo Wasa suprimiu por lei o Catolicismo. Jacopson e Knut, os dois mais heróicos bispos católicos foram decapitados.


:seta: SUIÇA: O Senado coagido pelo rei aprovou a proibição do catolicismo e proclamou o protestantismo religião oficial.


:seta: HOLANDA: Aqui foram as câmaras dos Estados Gerais a proibir o catolicismo. Com afã miserável tomaram posse dos bens da Igreja.


:seta: ALEMANHA: Na época era dividida em Principados. Como havia muito conflito entre eles, chegaram no acordo que cada Príncipe escolhesse para os seus súditos a religião que mais lhe conviesse.




Os convertidos da época que Weber estudou, eram convertidos no "fogo e ferro" e não de forma espiritual, com a bíblia debaixo do braço. Muuuuito diferente dos dias atuais, que quem fala ser protestante, tem conhecimento bíblico, e não existe uma força obrigando ninguém a ter religião aqui no Brasil, aceita quem tem identificação com ela.

Mas como já tinha dito, com certeza a religião protestante é mais ativa, os pastores vivem nosso mundo capitalista, e lógico que são influenciados por ele, não vivem enclausurado como os padres, realmente existe diferencial, mas não concordo que sejam menos espirituais do que os católicos.




avatar
Karla Cristina

Mensagens : 111
Pontos : 223
Reputação : 4
Data de inscrição : 17/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum