Sabedoria do Espírito x Sabedoria do Homem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sabedoria do Espírito x Sabedoria do Homem

Mensagem  Karla Cristina em Qui 13 Out - 8:12

“Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão para o pó. ” Eclesiastes 3-20

Deus se mantém fiel a sua criação, embora ela mantenha a fidelidade com a carne:

“Pelo que vi que não há nada melhor do que regozijar-se o homem nas suas obras; porque essa é a sua porção. Pois quem o poderá fazer voltar para ver o que há de ser depois dele ” Eclesiastes 3-22

Quantos grandes homens regozijaram-se nas suas obras, porém, não puderam retornar do pó, para contemplar os efeitos dela.

O apóstolo Paulo foi um dos poucos homens, se no corpo ou fora dele, que conseguiu contemplar a glória de Deus, ouvindo coisas inexprimiveis que ele não pode declarar a humanidade.

“Pois se desejar gloriar-me, não serei insensato, porque falarei a verdade: mas abstenho-me para que ninguém julgue de mim fora do que vê em mim ou do que ouve de mim, e por causa da extraordinária grandeza das revelações. Porquanto, para que eu me não engrandecesse demais, foi-me dado um espinho na carne, mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de eu não me engrandecer demais ” 2 Cor.12 – 6 a 7

Mas, até mesmo Paulo teve o mesmo fim anunciado pelo Pregador, não pode retornar para ver os efeitos das suas palavras.

Acontece que um certo dia, Deus conversando com o seu Filho, resolveu dar uma chance a sete grandes homens que habitaram esta terra. Intelectuais que assombraram o mundo com sua inteligência, entretanto, jamais puderam ver o resultado das suas obras.

No entanto cada um deles deveria responder uma única pergunta:

Qual é o destino da glória humana?

O arcanjo Miguel ficou encarregado de acompanhar, os grandes vultos da história até a sala de espera do céu, um a um, entrariam na presença do Deus Todo-poderoso, para que pudessem responder a indagação divina. Os nomes convidados a retornarem do pó foram: Isaac Newton, Leonardo da Vinci, René Descartes, Beethoven, Charles Darwin, Albert Einstein e Martinho Lutero.

Esses seriam os representantes de tantos outros intelectuais que habitaram esse vasto mundo.

O primeiro a ser chamado foi Newton:

Na entrada do céu Newton tropeçou nos pés de Jesus, antes de entrar pela porta.

Deus o cumprimentou:

— Como Vai Newton?

— Bem, conhece a Lei da gravitação universal? Pergunta Newton.

— Claro! Uma excelente obra.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Não consegui calcular isso ainda.

Deus então despede educacamente Newton.

Leonardo é liberado para comparecer diante de Deus, rejeita a ajuda de Jesus para acompanha-lo, reprovando-o, indo sozinho para a audiência com Deus:

— Como vai Leonardo?

— Bem, contemplou meu quadro “ A última ceia”? Pergunta Leonardo.

— Claro! Uma excelente obra.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Não consegui pintar isso ainda.

Chega então a vez de René Descartes, que pensando no que vai dizer a Deus, ignora a existência de Jesus.

— Como vai René?

— Bem, conhece meu livro “ Discurso do Método”? Pergunta René.

— Claro! Uma excelente obra.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Eu penso, logo existo.

Saiindo René, adentra Beethoven cantarolando para falar com Deus:

— Como vai Beethoven?

— Bem, Já ouviu a Sinfonia Nº 9? Pergunta o músico.

— Claro! Uma excelente obra.

— Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Não consegui compor isso ainda.

Darwin estava distraído na sala de espera, lendo a carta aos Romanos, e discordando de Paulo, quando este diz:

“As perfeições invisíveis dele, o seu poder eterno e a sua divindade, claramente se vêem desde a criação do mundo, sendo percebidas pelas suas obras, para que eles sejam inescusáveis; porquanto, conhecendo a Deus, não o glorificaram como a Deus, nem deram graças, antes se enfatuaram nas suas especulações, e ficou em trevas o seu coração insensato. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e deixaram a glória do Deus incorruptível por uma semelhança de figura de homem corruptível, de aves, quadrúpedes e de répteis. “ Romanos 1-20 a 23

Totalmente revoltado não reconheceu Jesus, que pacientemente o acompanhou até a sala:

— Como vai Darwin?

— Bem, conhece meu livro “A origem das espécies”? Pergunta Darwin.

— Claro! Uma excelente obra.

— Só isso? Viajei incansavelmente pelos lugares mais recônditos do planeta em que vivemos, observando,medindo, testando, analisando e sintetizando coisas, para concluir a teoria da evolução, e o você só me diz que é uma excelente obra?. Replica Darwin.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Não acho que seja necessário estudar esse tipo de espécie.

Na vez de Einstein, ele fica admirando com a benevolência de Jesus, e imagina a relatividade da conversa que terá com Deus.

— Como vai Einstein?

— Bem, conhece a equação E = mc2 ? Responde Einstein.

— Claro! Uma excelente obra.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Saiba, que a ciência sem a religião é manca; a religião sem a ciência é cega.

Lutero tromba com Einstein na entrada, enquanto sorri para Jesus:

— Como vai Lutero? Pergunta Deus.

— Bem, conhece as minhas 95 teses? Responde ele.

— Claro! Uma excelente obra.

Deus então indaga:

— Qual é o destino da glória humana?

— Protestar.

Deus agradece Lutero, e pede que aguarde na sala de espera, com todos os outros.

Jesus senta a direita do Pai que está em silêncio. O arcanjo aguarda as ordens divinas.

Deus se lembra do que disse o Pregador:

“ Apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a ciência, a loucura e a estultícia: sei que também isto é desejo vão. Pois na muita sabedoria há muito enfado; e quem aumenta a ciência, aumenta a tristeza. “ Eclesiastes 3-17 e 18

E também lembra dos seus profetas e apóstolos, e no resumo de Paulo sobre a sabedoria:

“ As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não entraram no coração do homem, Tudo quanto preparou Deus para os que o amam. Pois Deus no-las revelou a nós pelo Espírito; porque o Espírito tudo esquadrinha, até as coisas profundas de Deus. Qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. Nós não recebemos o espírito do mundo, mas sim o espírito que vem de Deus, para que saibamos as coisas que por Deus nos foram dadas gratuitamente; as quais também anunciamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, combinando coisas espirituais com espirituais. O homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, pois para ele são loucura; não as pode conhecer, porque são julgadas espiritualmente.
“ 1 Cor. 2- 9 a 14


Deus então ordena que Miguel leve os homens de volta a terra, precisamente, que os devolva ao pó.

E diz ao Filho:

— Realmente estou orgulhoso de ti, a morte não o reteve Filho, você redimiu toda a minha criação, o Pregador acertou quando disse:

“Não há nenhum homem que tenha domínio sobre o espírito, para o reter; nem tão pouco tem ele poder sobre o dia da morte “ Eclesiastes 8-8

— Já o meu apóstolo Paulo duplicou o acerto:

“sabendo que, havendo Cristo sido ressuscitado dentre os mortos, já não morre mais; a morte não domina mais sobre ele ” Romanos 6:9

— E quanto a pergunta que fez a todos eles meu Pai? Nem mesmo Lutero respondeu, diz Jesus.

— Estavam preocupados com obras exteriores meu Filho.

“ Pois: Toda a carne é como a erva, E toda a sua glória como a flor da erva; Seca-se a erva, E cai a flor; Mas a palavra do Senhor permanece eternamente. Esta é a palavra que vos foi evangelizada. “ 1 Pedro 1- 24 e 25
avatar
Karla Cristina

Mensagens : 111
Pontos : 223
Reputação : 4
Data de inscrição : 17/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum